Intercâmbio no Brasil: universidades

May 18, 2018

Você começou seu curso de graduação em seu país, mas quer ter uma experiência no exterior para aprender um outro idioma e ampliar o seu horizonte acadêmico? Bom, depois de começar a planejar e fazer as contas você vai descobrir que fazer um intercâmbio na Europa ou nos Estados Unidos é caro e que a adaptação ao clima duro e à cultura tão diferente pode ser mais difícil do que parece.

 

Se esse for o seu caso, fazer um intercâmbio no Brasil pode ser a melhor opção. Quer saber por quê? Acompanhe a nossa série de artigos sobre “intercâmbio no Brasil”. A ideia é mostrar para você um panorama da educação superior no Brasil e as opções de programas de intercâmbio.

 

Nesse primeiro artigo você terá algumas informações sobre as universidades mais importantes do Brasil.

 

 

Universidades

 

Antes de decidir que tipo de intercâmbio você vai fazer é essencial saber quais universidades brasileiras oferecem o que você está procurando.

 

É muito importante procurar o maior número de informações que você puder sobre a universidade em questão, porque é nela que você vai passar a maior parte do seu tempo no país escolhido para o intercâmbio. Isso significa que se você estiver lá no Brasil e não conseguir criar um laço com a universidade, isso trará efeitos negativos no seu desempenho acadêmico e até na adaptação à língua e à cultura.

 

A escolha adequada da universidade também vai depender da sua situação acadêmica, ou seja, se você está atualmente cursando a graduação, o mestrado ou o doutorado.

 

Se você estiver fazendo doutorado em Biologia Marinha, por exemplo, terá que ver qual universidade oferece possibilidades sólidas nessa área e se o curso tem boa reputação. Se você estiver cursando uma graduação em matemática numa universidade pública do seu país, procure também uma universidade pública do Brasil que possa oferecer uma formação tão boa (ou até melhor) quanto a que você estuda. Sempre pensando que essa experiência tem que ser enriquecedora e trazer valor para o seu currículo.

 

Nesse sentido, não é muito difícil perceber quais universidades oferecem a experiência mais completa aos estudantes. Por uma questão de tempo e espaço escolhi somente 3 universidades, mas é claro que há muitas outras universidades de muita qualidade para se fazer intercâmbio.

 

As universidades brasileiras mais importantes e de maior reconhecimento internacional são a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Para mostrar que não estou sendo arbitrário na minha seleção, deixo abaixo um dado retirado da conceituada QS World University Rankings:

 

(Foto: Ranking de universidades da América Latina. Fonte: www.topuniversities.com)

 

Campus

 

No tocante à infraestrutura, organização interna e serviços oferecidos, as universidades públicas do Brasil são todas bastante parecidas, mas talvez uma boa maneira de explicar a universidade pública seja destacando o sistema de campus universitário através do qual elas se estruturam.

 

(Foto: Campus da USP: Cidade Universitária)

 

Algumas pessoas consideram irrelevante a questão de estudar num campus. Talvez essa questão realmente não seja tão importante se você estiver estudando no seu próprio país e na sua própria cidade, onde tudo é mais seguro e mais fácil de entender e se relacionar com as pessoas.

 

No caso do intercâmbio, porém, é muito importante gerar um vínculo forte com a universidade desde o princípio. Isso ocorre porque a universidade torna-se o eixo da sua vida no país, o ponto de partida para forjar relacionamentos, para aprender melhor a língua e o lugar de amparo sempre que há alguma dificuldade de adaptação. Portanto, quanto mais tempo você puder passar na universidade e quanto mais completa for essa experiência, melhor para você. Só um campus universitário pode oferecer isso.

 

USP

 

(Foto: Campus da USP: Cidade Universitária)

 

Acredito que o melhor exemplo de uma universidade pública no Brasil seja a Universidade de São Paulo (USP). É a maior universidade do Brasil e também a mais importante, o que pode ser confirmado por seu orçamento anual; pelo número de cursos oferecidos na universidade; pelo número de estudantes e professores e por seu alto índice de produtividade científica.

 

A USP possui 3.700.000m2 de área de Cidade Universitária no Campus de São Paulo, onde circulam mais de 100 mil pessoas por dia. Também possui 7 campi distribuídos por várias cidades diferentes (incluindo unidades de biologia marinha e oceanografia no litoral) que concentram quase todos os cursos de graduação e pós graduação, além de restaurantes para os estudantes e funcionários (conhecido como “bandejão”, com ingressos que não superam R$ 5,0); restaurantes de iniciativa privada; moradia estudantil; institutos de pesquisa; teatros e anfiteatros; sala de cinema; um centro de práticas esportivas; livrarias e bibliotecas; praças; bosques protegidos e até mesmo transporte interno gratuito, que é um tipo de ônibus chamado “circular”.

 

 

(Foto: Mapa do Campus da USP: Cidade Universitária)

 

O Hospital das Clínicas da faculdade de medicina da USP é o maior complexo hospitalar da América Latina e um dos melhores hospitais da América.

 

Seja no bandejão, na piscina do Centro de Práticas Esportivas ou na raia olímpica (onde se pratica remo) você estará constantemente ao redor de outros estudantes e professores e com o grande número de atividades oferecidas fica mais fácil criar laços e fazer amizades.

 

(Foto: Estudantes da USP na piscina do Centro de Práticas Esportivas)

 

A USP também possui e administra uma escola de nível primário, uma orquestra sinfônica, uma orquestra de câmara, o Museu de Arqueologia e Etnologia, o Museu de Arte Contemporânea, o Museu do Ipiranga, o Museu de Zoologia e o Museu de Ciências.

 

(Foto: Museu do Ipiranga - USP)

 

Dá para perceber que é impossível não ter uma experiência cultural completa como aluno de intercâmbio na USP. Há muita diversidade de oferta cultural, com a vantagem de quase tudo ser gratuito e de fácil acesso.

 

A universidade também oferece cursos de português para estrangeiros e de outros idiomas, através do Centro de Línguas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, onde você poderá aperfeiçoar o seu domínio do português e continuar aprendendo outros idiomas para o seu futuro. Para mais informações clique:

http://clinguas.fflch.usp.br/node/3018

 

Além disso, a USP tem ampla tradição em pesquisa, tendo como origem os primeiros professores da universidade, muitos dos quais eram estrangeiros - como Claude Lévi Strauss, Fernand Braudel e Roger Bastide - responsáveis pela formação da primeira leva de intelectuais nas décadas de 1930 e 1940. Seguindo essa tradição, uma outra curiosidade da USP é que ela é a universidade responsável pela formação do maior número de mestres e doutores do mundo.

 

 

 

 Para ter mais informações sobre os convênios e acordos de intercâmbio entre a USP e outras universidades do mundo veja o link abaixo. Mas atenção! Cada faculdade dentro da USP forma seus próprios convênios e tem seus próprios requisitos:

 

http://www.usp.br/internationaloffice/index.php/convenios/

 

 

Unicamp

 

(Foto: Campus da Unicamp: Cidade Universitária)

 

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), com três campi situados nas cidades de Campinas, Limeira e Piracicaba (interior de São Paulo), é outra universidade de ponta que também oferece quase tudo que a USP oferece: um campus grande com restaurantes universitários; moradia estudantil; ônibus circular interno; um hospital; teatro; espaços culturais e esportivos.

 

(Foto: Bandejão da Unicamp)

 

Apesar de ser uma universidade de porte um pouco menor que a USP, é reconhecida internacionalmente como uma das melhores do mundo.

 

Com intensa produção acadêmica de qualidade e com um ensino voltado à pesquisa ainda na graduação, a Unicamp é a universidade brasileira que tem dado mais ênfase à investigação científica nas últimas décadas. É muito procurada por pesquisadores e estudantes de pós-graduação das áreas de biotecnologia, genética, odontologia, agronomia, química e engenharia.

 

(Foto: Instituto de Biologia da Unicamp)

 

Foi pioneira no ramo da genética, tendo sido uma das instituições que participou do projeto genoma humano e também foi responsável pelo primeiro sequenciamento genético de uma bactéria fitopatogênica no mundo.

 

O campus principal da Unicamp fica na cidade de Campinas, a cidade mais importante e populosa do interior de São Paulo. A universidade, por causa da qualidade de seu ensino e pesquisa, atraiu para a região diversas multinacionais de tecnologia, como a IBM, a Ericsson, a Motorola, a Unilever e a Solectron. É um desses exemplos (que abundam no Brasil), de universidades que transformam e potencializam a economia das cidades e projetam seu futuro.

 

Ou seja, é mais uma prova de que a educação é o melhor caminho para o crescimento da sociedade como um todo. 

 

A Unicamp é também conhecida por ter uma forte tradição no ensino de língua portuguesa para estrangeiros e de pesquisa em linguística aplicada, e foi dentro do IEL - Unicamp (Instituto de Estudos da Linguagem) que o exame Celpe-Bras foi idealizado.

 

Uma outra curiosidade é que a Unicamp é a instituição pública do Brasil que mais produz patentes, ficando atrás somente da empresa estatal Petrobrás.

 

 

 

 Para saber mais sobre intercâmbio na Unicamp clique no link abaixo:

 

http://www.internationaloffice.unicamp.br/

 

 

 

UFRJ

(Foto: Campus da UFRJ: Praia Vermelha)

 

As universidades públicas do Brasil se dividem entre as que são municipais (de responsabilidade do governo municipal), as federais (de responsabilidade do governo federal) e as estaduais (de responsabilidade do governo dos estados). Até aqui você conheceu duas universidades estaduais, a USP e a Unicamp, que são de responsabilidade do estado de São Paulo. Chegou o momento de conhecer a primeira e a maior universidade federal do Brasil, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

 

A UFRJ foi a primeira instituição oficial de ensino superior do Brasil. Ela foi criada como universidade em 1920, mas suas atividades no ensino já ocorriam desde o século XVIII. Se você tiver interesse em conhecer a história do Brasil, a UFRJ oferece não só sua própria arquitetura e acervo histórico, mas também seus 7 museus, com destaque para o Palácio de São Cristóvão, o Observatório Nacional e o Museu Nacional, o maior museu de história natural e antropológica da América Latina. 

 

(Foto: Museu Nacional - UFRJ)

 

Além de ser atualmente uma das instituições mais internacionalizadas do país, possui 179 cursos de graduação e 345 de pós-graduação, nove unidades hospitalares, uma editora, complexo de moradia estudantil, centenas de laboratórios e 43 bibliotecas.

 

Será que devo mencionar que a UFRJ tem a vantagem de estar localizada na maravilhosa cidade do Rio de Janeiro?  Talvez não, mas com certeza vale a pena mencionar que a UFRJ tem dois campi principais: o da Praia Vermelha e o da Cidade Universitária, sendo que o campus da Praia Vermelha fica pertinho do morro do Pão de Açúcar e a Cidade Universitária fica numa ilha!

 

A Cidade Universitária fica na Ilha do Fundão e compartilha seu parque tecnológico com empresas (como a Halliburton, a IBM e a Repsol) e centros de pesquisa de importância nacional. Nesse caso, fazer um intercâmbio na UFRJ é matar dois coelhos de uma cajadada só: boa vida na praia e trabalho garantido.

 

Apesar de estar mais abaixo que as outras duas nos rankings - e apesar da crise financeira que o estado do Rio de Janeiro está enfrentando - a UFRJ tenta competir com a USP e a Unicamp em pesquisa e produção científica, conseguindo resultados surpreendentes.

 

Outra curiosidade sobre a UFRJ é que ela possui ações afirmativas. Cerca de 30% das vagas são destinadas à ação afirmativa, que tem como critério estudantes da rede pública de todo o país com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio.

 

 

Clique no link abaixo para ter informações sobre convênios internacionais na UFRJ:

http://www.dri.ufrj.br/index.php/pt/

 

 

Adeus Vestibular e que venha o Celpe-Bras!

 

O lado bom de ser intercambista de graduação numa dessas universidades é que você não precisará passar pelo mesmo árduo processo de seleção para o ingresso destinado aos jovens brasileiros, o vestibular!

 

Por outro lado, os estrangeiros que querem fazer cursos de mestrado e doutorado nessas universidades precisam passar por um processo de seleção que inclui mostrar o seu conhecimento da língua portuguesa, através do exame Celpe-Bras. Mas com a quantidade de cursos de português distribuídos pelo mundo, tenho certeza que você conseguirá tirar isso de letra!

 

Espero que você tenha se interessado! Não perca o próximo artigo sobre “Intercâmbio no Brasil”!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entradas destacadas

Casa do Brasil é o melhor lugar para aprender português na Argentina

January 18, 2018

1/4
Please reload

Entradas recientes
Please reload

Archivo
Please reload

Tel: 011-4371-7063

Dirección: Av. Callao 433 8 P, CABA

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon

15-2490-7691